segunda-feira, 13 de maio de 2013

O livro didático, capitalismo, socialismo e a má-fé da crítica


A imagem exposta, de um livro didático conceituando socialismo e capitalismo, foi postada no Facebook com um texto algo terrorista que sugeria que serviria para “doutrinar” nossas crianças, supostamente para induzi-las a simpatizar com o socialismo.
Antes de mais nada, deixo claro ser defensor do socialismo, forma civilizatória que entendo mais avançada, mais humana, menos apegada ao materialismo exibicionista em voga atualmente. E não creio que a fracassada experiência histórica do socialismo real possa servir para, por si, amparar a rejeição da teoria socialista.

No plano da realidade em que instituído o socialismo real, a Rússia era essencialmente agrícola, assim como a China e outros países de menor expressão, como Cuba e Albânia. Enfim, as condições histórico-materiais para a assunção do socialismo não existiam, o que fatalmente conduziu à tomada do Estado por uma oligarquia operária que, muito longe de direcionar a força da revolução para o bem-estar social, culminou por substituir a burguesia nas regalias e benesses possibilitadas pela riqueza comum. O que assistimos não foi uma experiência socialista, mas sua degeneração, decorrente da inexistência dos pressupostos materiais de concretização. Contudo, e traçando um paralelo com o espiritismo, o fracasso de uma experiência encarnada não impede que o espírito, através de sucessivas chances, alcance o nirvana.
Aquele que discorda da miséria humana generalizada, não pode aceitar o capitalismo como um modelo de existência coletiva justo. Essa disparidade entre o capitalismo real, concreto, e o modelo utópico, desejado, ansiado, necessariamente o tornará obsoleto no futuro, ao menos no formato em que existe agora, o que imporá sua substituição. É possível imaginar um capitalismo doce, mais justo e igualitário. Acredito, porém, que o substituto ideal é o socialismo. O real socialismo, ressalve-se.
Quanto ao livro didático em questão, pelo que entendi, limita-se a reproduzir as definições de capitalismo e de socialismo aceitas em geral pela Academia, inclusive pelos liberais de direita. Transcrevo algumas definições:
Extraído do Michaelis: http://michaelis.uol.com.br
Capitalismo - Organização econômica em que as atividades de produção e distribuição, obedecendo aos princípios da propriedade privada, da competição livre e do lucro, produzem uma divisão da sociedade em duas classes antagônicas, porém vinculadas pelo mecanismo do mercado: a dos possuidores dos meios de produção e a do proletariado industrial e rural.
...
Socialismo - Toda doutrina que prega uma transformação radical do regime social, sobretudo da propriedade, visando a melhorar as condições dos trabalhadores manuais ou da indústria, bem como dos trabalhadores dos campos. 2 Sociol Doutrina que preconiza a propriedade coletiva dos meios de produção (terra e capital), e a organização de uma sociedade sem classes.
Extraído do Priberam: http://www.priberam.pt
Capitalismo - Influência ou predomínio económico ou político do capital.
...
Socialismo - Sistema daqueles que querem transformar a sociedade pela incorporação dos meios de produção na comunidade, pelo regresso dos bens e propriedades particulares à colectividade, e pela repartição, entre todos, do trabalho comum e dos objectos de consumo.
Extraído da Wikipedia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Socialismo
Capitalismo - O capitalismo é um sistema econômico em que os meios de produção e distribuição são de propriedade privada e com fins lucrativos; decisões sobre oferta, demanda, preço, distribuição e investimentos não são feitos pelo governo, os lucros são distribuídos para os proprietários que investem em empresas e os salários são pagos aos trabalhadores pelas empresas.
...
Socialismo - Socialismo refere-se a qualquer uma das várias teorias de organização econômica, advogando a administração, e a propriedade pública ou coletiva dos meios de produção, e distribuição de bens e de uma sociedade caracterizada pela igualdade de oportunidades/meios para todos os indivíduos, com um método mais igualitário de compensação.
Obviamente, é um direito inalienável de qualquer pessoa não desejar ou mesmo ter ojeriza ao capitalismo, ao socialismo ou a qualquer outro sistema econômico.
Ressalto que não se deve confundir sistema econômico com sistema de governo (democracia, monarquia, ditadura, etc) ou a teoria pura defendida com a prática degradada.
No sentido meramente econômico, abomino a existência de um sistema que permita a coexistência de pouquíssimos bilionários (em dólares) e bilhões de miseráveis e famintos. Esse sistema é o capitalismo nesse modelo atual.
Por outro lado, no sentido político, de governo, tenho horror a qualquer Estado que mitigue as liberdades civis, que pratique o totalitarismo ou a ditadura, que não respeite a multilateralidade na diplomacia, que utilize de força militar para impor suas vontades ao país vizinho ou mesmo ao resto do mundo.
Abominarei tudo isso independentemente de o sistema ser capitalista ou socialista.

26 comentários :

  1. É muita cara de pau afirmar que o livro não pretende doutrinar as nossas crianças. Basta olhar para a expressão no rosto dos trabalhadores retratados. No "socialismo" eles estão felizes, e no "capitalismo", não. Não seria mais honesto apresentar os dois sistemas e deixar que as crianças escolham a cara que querem fazer depois de conhecê-los? Não seria mais ético mostrar os resultados de ambos os sistemas, comparando, por exemplo, Cuba e a Suíça?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Paulo Rio de Janeiro, os dois sistemas estão representados nos desenhos. Desde Tempos Modernos, de Chaplin, que o proletariado é representado como o oprimido e triste. Isso ocorre porque, veja só, é verdade. Por outro lado, nem Cuba representa o socialismo, nem a Suiça representa o capitalismo (a não ser que você considere paraísos fiscais - que são o cofre do butim mundial - como dignos representantes do capitalismo). Não bastasse isso, o capitalismo oprime Cuba, impondo a um país já pobre severas restrições de comércio. Como não existe um modelo socialista típico no mundo, fica difícil fazer qualquer comparação. Prefiro comparar os EUA com um modelo próximo do socialismo, como, por exemplo, a Suécia. Em termos meramente de bem-estar social, a Suécia é um país muito melhor do que os EUA. Você deve saber, Paulo, que o socialismo, em sua forma verdadeira, pressupõe o esgotamento do modelo capitalista. Isso ainda não ocorreu. E mais, o socialismo somente surtirá reais efeitos sobre o modo de civilização humana quando for um fenômeno mundial ou, pelo menos, alcançar a maioria dos países mais importantes. Acho que ainda falta muito. Antes que você fale na experiência soviética, aquilo foi um sonho pastoril que rapidamente se tornou um horror muito distante de qualquer teoria socialista verdadeira. É como colocar o nazi-fascismo como exemplo de capitalismo. De qualquer forma, muito obrigado pelo comentário, ainda que feito em tom agressivo e grosseiro ("muita cara de pau" e "não seria mais honesto" são expressões desnecessárias).

      Excluir
    3. Como assim o capitalismo oprime cuba?
      Se cuba é socialista ela deveria viver sem precisar da exploração capitalista, alem é claro dela meio que merecer este bloqueio já que durante a crise dos misseis eles quase começaram uma guerra contra os EUA, e me desculpe mas acreditar numa revolução mundial não seria muita ingenuidade a sua?

      Excluir
    4. Eu não acho que a expressão CARA DE PAU seja agressiva. Não é palavrão, e traduz fielmente um sentimento de revolta.

      Eu não conheço ninguém mais oprimido do que os médicos de Cuba, que trabalham de 60 a 70 horas por semana e ganham o equivalente a 70 reais.

      Na visão de quem defende o socialismo, as desculpas são sempre as mesmas:
      - Socialismo real (impossível), não o socialismo da Alemanha Ocidental, não o socialismo de Cuba, não o socialismo da China, não o socialismo da COREIA DO NORTE!! Não o socialismo na prática, somente o socialismo da teoria que é bom.
      - Dizer que o capitalismo transforma vagabundo em mendigo. Ora ora, LIBERDADE PARA TODOS, SEJA O QUE QUIZER SER. Vagabundo só tem espaço no socialismo.

      E quando se compara Cuba e Suiça, eles xiam. E não me venha dizer que na Suécia existem comunistas. O REGIME SOCIAL-DEMOCRÁTICO é uma exclusividade de ALGUNS PAÍSES EUROPEUS INCOMPARÁVEIS.

      A comparação certa é USA X URSS = já sabemos.

      Excluir
    5. parei em Suécia. Suécia é socialista???? Em que planeta você vive, colega?

      Excluir
    6. Num planeta onde os leitores sabem interpretar textos. Diferente do seu, pelo que percebo, que consegue ler que a Suécia é socialista em texto onde isso não está escrito.

      Excluir
    7. Sabe por que o socialismo falou em toda e cada vez que tentaram implementá-lo? É porque é um sistema falho, simplesmente não funciona. Não sou a favor do capitalismo, mas não apoio mudança enquanto não apresentarem um sistema econômico eficiente. Não quero trabalhar pro meu patrão ficar rico, mas também não quer ser manipulado e assassinado pelo Estado.

      Excluir
    8. Cristian, segundo sua própria lógica....a CHina é comunista, mas foi o primeiro lugar para qual o Temer se dirigiu para bater sua panela em troca de acordos comerciais. Ou seja, sua lógica não têm sentido meu caro. Reparem que nessa imagem o autor do livo escreveu O SOCIALISMO É UM PROJEtO FALIDO DO PASSADO....mas obviamente vocês só lêem a parte que querem, e só intepretam da maneira como convém. Nada disso me espanta

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Caro Valley, e o que você acharia da existência de um sistema que permitisse pouquíssimos bilionários (em dólares) e bilhões de pessoas com um bom padrão de vida, que lhes possibilitasse ter saúde, educação, lazer etc. apesar de não serem bilionárias?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. André Lima, esse sistema seria maravilhoso. Se não engano, trata-se da social-democracia em estágio avançado. Acho que é o caminho natural da humanidade. Abraços.

      Excluir
  4. Apenas um adendo, André Lima: acho que a hipótese de existência de bilionários, ainda que pouquíssimos, simultaneamente à de bilhões de pessoas satisfeitas é extremamente difícil de se materializar. A própria concentração de riqueza nas mãos de poucos impede que haja o suficiente para todos. Mais fácil de assimilar é a ideia de muitos ricos, mas não bilionários, com a quase totalidade da humanidade vivendo um padrão de vida que hoje pertence à classe média. Claro que a tudo isso se impõe uma visão ambiental, com padrões de consumo muito inferiores ao que temos atualmente, que sabemos não ser possível estender para a maioria, bem como uma redução drástica da quantidade de seres humanos, a longo prazo, por meio de controle de natalidade. Basicamente, é isso. Se vai ocorrer ou não, sabe-se lá. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca ouviu falar de um país chamado... JAPÃO? E não venha me dizer que lá tem "programas sociais" porque conheci um japonês durante a Copa e ele desmentiu isso aí. Até a notícia que rolou aqui nos blogs pró-PT de que eles iriam "copiar" o Bolsa Família é falsa. No Japão vê-se o capitalismo em sua mais bonita essência: todo mundo estudou e trabalhou, então os filhos crescem e passam a fazer as vezes dos pais. Vagabundo não tem vez. Sobra tanto emprego que precisam importar mão de obra. Não há miséria. Criminalidade? 900 assassinatos por ano, num país onde a população é de 130 milhões. E no Brasil? 50 mil assassinatos com apenas 200 mil habitantes.

      No Japão todo mundo tem qualidade de vida e sem o Estado precisar regrar tudo e fornecer tudo. É disparado o país mais avançado do nosso planeta. Mas ilha boa mesmo é Cuba né?

      Excluir
    2. sendo assim, em mais 3 anos nao havera populacao no Brasil...

      Excluir
    3. ofereça um embargo economico nos moldes cubanos aos japoneses, e vejamos quanto dias sobrevivera aquela outra "ilha", haja vista que alem de vulcoes e praias com tubaroes, o pais nao produz praticamente nem um pe de couve...

      Excluir
  5. Primeiramente cumprimento o autor dessa página, que buscou uma abordagem neutra e sem panfletagem nesse assunto. Eu já tinha conhecimento desse compartilhamento, aliás, parece que estão querendo "fascistizar" o Facebook, querem transformá-lo num "Fascibook", pois a quantidade de postagens patologicamente mentirosas e anticomunistas tem chegado a níveis absurdos. Parece que tem gente que tem pesadelos com "comunistas comedores de criancinhas".

    Sobre o livro, é claro que não pretende doutrinar, o livro mostra o que é o socialismo SEGUNDO MARX E ENGELS! Aliás, o próprio livro menciona o socialismo como um "projeto falido", como se pode observar bem.

    O problema, Marcio Valley, é que fascistas não pensam, fascistas odeiam! E basta assistir a seus vídeos para chegar a uma constatação tão óbvia, especialmente de nomes como Alboghetti ou Olavo de Carvalho, eles distorcem os fatos para "provar" que vivemos numa terrível e sanguinária "ditadura comunista".

    Esse anticomunismo doentio no Brasil tem se tornado cada vez mais alarmante, ele tem sido o princípio ativo da xenofobia contra os médicos cubanos, prejudica licitações aeronáuticas no Brasil e fomenta na juventude um sentimento de ódio contra qualquer política social que visa reduzir as desigualdades sociais no Brasil. Essa histeria é disseminada por nomes como Bolsonaro, Olavo de Carvalho, Silas Malafaya, Reinaldo Azevedo, Leandro Pondé... Uns fazem isso de forma rancorosa, outros de forma mais sutil e outros de forma até jocosa nos grandes jornais e TVs. Todos eles tem uma coisa em comum, distorcem a realidade e mentem de forma patológica para manter o Brasil no atraso e salvaguardar seus privilégios. Afinal, quando se trata de atacar o "comunismo", vale lembrar as lições de um especialista da CIA em "black propaganda", a ciência da mentira:

    "Dizer que os comunistas são maus é apenas tagarelice. Apresentar actos maus, mascarados de comunistas, eis o que pode ter uma credibilidade efectiva"
    SMITH, Joseph. Portrait of a cold warrior, Ballantine books, Nova Iorque, 1976, pp. 164 e 80

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olha, o socialismo como você bem mencionou, faliu.

      Mesmo o governo sendo do PT, que sempre foi comunista SIM SENHOR, o capitalismo praticado aqui está em ameaça. É o contrário do que você pensa.

      Propagandas socialistas não estão apenas nos livros aprovados pelo MEC, mas o próprio bolsa-família é uma forma de ditadura financeira. O jogo do PT é o mesmo do marxismo cultural: destruir, ou pelo menos abalar os valores da familia, jogando religiosos contra gays, por exemplo. Outro exemplo é garantir a maioridade penal como está, mesmo sendo uma lei de 1944. Isto faz o menor de idade ter LIBERDADE TOTAL para matar, estuprar. Politicas de VISTA GROSSA nos presídios permitem celulares. Tudo isso pra deixar a população com medo DE PROPÓSITO. Lei da palmadinha é outra afronta na educação familiar. É tudo pro ladrão, e nada pro cidadão. Defender cotas raciais também é coisa desse jogo. Cotas para pobres é legal, mas cotas raciais joga um grupo contra o outro.

      E pra finalizar, Dilma joga a responsabilidade da saúde nos médicos brasileiros, como se fosse culpa deles a situação ridícula da saúde no país.

      Ora, eu conheço o jogo do PT. São comunistas na filosofia, hipócritas pois são os primeiros a ficarem BEM RICOS. (filho do Lulla é um dos cáras mais ricos do Brasil, e depois vem com essa conversa de igualar as classes).

      Excluir
    2. é mesmo, ele e o dono da friboi....kkk

      A cura da burrice

      Pesquisador quer acabar com abaixa inteligência do mundo

      A baixa inteligência - burrice mesmo - é uma característica herdada geneticamente, pode ser considerada uma doença e deveria ser manipulada pela engenharia genética a ponto de ser erradicada. É o que afirmou recentemente o consagrado biólogo James Watson, um dos responsáveis pelo descobrimento da estrutura do DNA, em 1953. "Se você é realmente estúpido, então você é doente e a engenharia genética deveria ajudar seus descendentes", disse Watson, em um documentário exibido pela televisão britânica, sugerindo ser legítimo, sim, que as pesquisas orientem seus esforços na tentativa de interferir na programação desses genes. Polemizando com a ética de boa parte da comunidade científica, ele completa, sugerindo ainda que os genes que influenciam a beleza também deveriam ser manipulados: "Tem gente que acha péssimo se fizéssemos nascer apenas garotas bonitas. Eu acharia ótimo".

      e voce, o que acha? Ja que voce se enquadra neste segmento de pessoas acima, que cresce exponencialmente em nosso pais...

      Excluir
  6. Christian, os embargos dos EUA são conhecidos por todos e dificultam o comércio não somente entre EUA e Cuba, mas também de outros países com Cuba. Comunismo não significa ausência de monetarismo, de modo que mesmo países comunistas necessitam de comércio, não existindo na cartilha comunista um modelo fechado de comércio. Por fim, eu não falei em "revolução mundial". Acho que não será necessário conflagrações revolucionárias para a adoção do comunismo. A própria evolução do capitalismo conduzirá gradativamente a isso. O primeiro passo, como disse acima, será a instauração do império da social-democracia no mundo inteiro, à moda dos países escandinavos. Depois um socialismo mais avançado. Por fim, o comunismo. Marx previa, como último passo civilizatório, a anarquia.

    Anônimo (08/09/2013), médicos de Cuba podem até receber 70 reais por mês, como você afirma (não vou investigar), mas pagam um real por mês de aluguel. É difícil para quem está sufocado pelo capitalismo entender um mundo onde o dinheiro não possui a mesma dimensão a que estamos acostumados. Aliás, acho que, num futuro distante, o comunismo será amonetário, ou seja, o dinheiro será totalmente extinto como meio de troca, simplesmente porque a economia não se baseará na escassez, mas na abundância.

    A Página Vermelha, obrigado pelos elogios. Visitarei a sua página carmim. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas se o socialismo é auto-suficiente, por quê Cuba precisa de comércio com países capitalistas? Você está dizendo que o Socialismo só sobrevive pegando recursos de países capitalistas, como Cuba fez ao pegar dinheiro do BNDES para fazer o porto de Mariel?

      Excluir
    2. sujiro a voce o mesmo sugerido ao anonimo anterior...

      "Se você é realmente estúpido, então você é doente e a engenharia genética deveria ajudar seus descendentes"

      mas se nao for esse seu caso, basta que voce se informe adequadamente, e veras que ninguem disse que o socialismo é auto-suficiente, e nem que Cuba tenha "pegado" dinheiro no BNDES.So que para isso, e necessario dedicar-se com uma certa regularidade em acompanhar os fatos como eles realmente acontecem, ao inves de ouvir o Bonner diariamente...

      Excluir
  7. É muita idiotice util por meus olhos tsc tsc tsc...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VTNC, como não entendi o que significa "idiotice útil", não posso responder adequadamente. Espero que você compareça mais vezes ao blog. Abçs. Marcio Valley.

      Excluir
  8. Peguemos um caso. Toda a sociedade brasileira é dona da estatal Petrobrás. Ela não está indo bem. Posso vender minha parte? Não!. Bem, pelo menos a gasolina no Brasil é barata?
    Não!

    ResponderExcluir
  9. até ontem eu pedia o nome do autor e dados desse livro...se puderem me passar

    ele se tornou um viral, mas as pessoas que compartilham nunca me deram informações como autor, editora, etc

    eu gostaria de ter uma cópia desse livro em mãos.

    ResponderExcluir